sábado, abril 29, 2017

Bomba para transferência de fluídos - 1ª parte

Muito útil em situações imprevistas, nomeadamente quando falte combustível num depósito e a solução mais prática, e por vezes a única exequível, seja transferí-lo a partir de outro depósito, as bombas manuais para transferir fluídos são uma peça essencial num "kit" para expedições.

Existem inúmeros modelos, desde os mais simples aos mais sofisticados, mas todos obedecem ao mesmo princípio de sucção, com diferenças na forma de accionamento, na extensão das tubagens e na própria qualidade de fabrico e dos materiais utilizados que, por questões de precaução, devem encontrar-se entre aqueles que resistem a reacções com as substâncias a transferir.

A operação de transfega deve ser efectuada com os devidos cuidados, posicionando os veículos em local adequado, suficientemente próximos e evitando contaminação dos solos, com a bomba a ser operada premindo sucessivamente uma borracha de sucção ou accionando uma alavanca.

É de notar que a avaliação da quantidade de combustível transferido é difícil de fazer, salvo quando efectuada através de um recipiente intermédio, pelo que não deixa de ser aconselhado efectuar alguns testes simples, com água, de modo a ter noção da quantidade transferida sempre que se acciona a bomba manual.

sexta-feira, abril 28, 2017

Primeira actualização para o "Creators Update"

Alguns dias após o "Creators Update" ter sido disponibilizado, é óbvio que surgiram alguns problemas, sobretudo no Internet Explorer, VM e nalguns aspectos de gestão de memória, pelo que a instalação de uma correcção, a KB4016240, é fundamental e deve ser efectuada com a brevidade possível.

Naturalmente, esta correcção é mais premente caso após a instalação do "Creators Update" se tenha sentido alguma instabilidade, diminuição a nível de desempenho ou falha nalguma aplicação, mas, mesmo sem que tal seja sentido, a sua instalação faz todo o sentido, prevenindo problemas que possam vir a sentir-se no futuro, algo que a Microsoft prevê ao impedir esta actualização em diversos equipamentos.

Esta actualização não inclui novas funcionalidades e deve ser descarregada, ou forçada, recorrendo ao "Windows Update", sem esperar que a mesma seja efectuada de forma automática, o que pode demorar algum tempo, dado o volume em termos de tráfego de dados que representa a sua transferência.

Tal como com outras actualizações, o processo decorre de forma automatizada, sem sobressaltos, mas pode ser algo moroso, dependendo do tipo de conexão, tanto externa, como a nível de rede interna, pelo que se sugere ser efectuada numa altura em que uma menor disponibilidade seja compatível com as necessidades do utilizador.

quinta-feira, abril 27, 2017

Consola MUD para Defender - 1ª parte

Os primeiros Defender, até ao "restyling" dos Td5 ocorrido em 2002, possuiam apenas um suporte para rádios 1 DIN, numa configuração algo básica e muito pouco flexível, o que dificulta seriamente a adição de opcionais, incluindo-se aqui interruptores, conectores ou outros elementos que permitam expandir os dispositivos existentes.

As consolas MUD, feitas especificamente para os Defender, vêm modificar este cenário, oferecendo uma maior flexibilidade em termos de disposição de equipamentos, mas obrigando a sacrificar o suporte de rádio original e a pequena consola herdada dos Série, onde podem estar alguns comandos, como o de faróis suplementares ou do limpa para brisas traseiro.

Convém efectuar um planeamento adequado e prevendo o futuro, já que para utilizar estas consolas é necessário cortá-la à medida dos diversos equipamentos a instalar, num processo irreversível, pelo que este é um caso em que erros ou imprevidências se pagam caro, eventualmente impossibilitando uma nova disposição mais eficaz.

Recorrer a moldes para efectuar o corte, pesquisar a Internet em busca de melhores alternativas, procurar em foruns e páginas dedicadas ao tema são sugestões que fazemos durante a fase de planeamento, aconselhando a preparar, desde o início, a consola para suportar opções futuras, como, por exemplo, efectuar o corte de um mostrador, mesmo que este ainda não esteja disponível, e recorrer a uma placa apropriada para tapar o buraco até este ser utilizado.

quarta-feira, abril 26, 2017

Land Rover Owners de Maio de 2017 já nas bancas

Após o número especial de Primavera, chegou aos locais de venda habituais a edição de Maio de 2017 da Land Rover Owners International, com o destaque de capa a ir para um conjunto de modificações a implementar de modo a que os Land Rover, e sobretudo os Defender, durem para sempre, ou, mais realisticamente, tenham uma maior longevidade do que o normal e com um mínimo de problemas.

Para além de um conjunto de operações que podem ser efectuadas, também os conselhos para evitar aquisições desastrosas, concretamente aquelas que originam um sem fim de trabalhos de reparação, os artigos sobre um Defender V8 no Kuwait a recuperação de uma "pick up" do mesmo modelo prolongam as questões ligadas à longevidade dos Land Rover.

A recuperação de alguns veículos tem um destaque especial, tal como as excursões na vizinha Espanha que, tal como Portugal, continua a estar entre as deslocações favoritas dos praticantes do todo o terreno oriundos de Inglaterra, onde os preços baixos, paisagens variadas e a possibilidade de circular fora de estrada permite actividades particularmente interessantes.

Acrescem, tal como habitualmente, os artigos técnicos, bem comos os vários testes e análise de novos produtos, bem como o resultado de avaliações mais longas, para além das novidades, muitas delas incluídas na extensa publicidade temática, que muitas vezes quase parece um catálogo, justificando a preferência dos leitores por aquela que continua a ser a revista mais popular entre os adeptos da marca.

terça-feira, abril 25, 2017

Rádios portáteis digítais VHF abaixo dos 100 Euros

Com os modelos de rádio portátil digítal, como os Baofeng DM-5R ou Retevis RT-3, para citar apenas dois dos modelos mais comuns, a baixarem da barreira dos 100 Euros, incluindo portes, mas podendo acrescer taxas alfandegárias, a transição dos antigos modelos VHF analógicos para a plataforma digital torna-se cada vez mais próxima.

Alguns destes modelos, para além das funcionalidades habituais nesta classe de equipamentos, começam a incluir GPS, proporcionando aos utilizadores uma segurança acrescida, essencial em caso de emergência, facilitando em muito o socorro ou uma evacuação rápida,

Vários vendedores incluem o "software" cabos que permitem uma programação rápida, bastando criar um ficheiro com as definições a replicar para se poder configurar um conjunto de equipamentos, de modo a que, por exemplo, possam usar uma rede de repetidores e serem integrados numa solução mais ampla no âmbito de uma estrutura organizada.

Manifestamente, face ao número de opções existente no mercado, ao incremento do número de funcionalidades, aumento de qualidade e redução de preço, o recurso a este tipo de equipamento irá aumentar, concorrendo directamente com modelos muito mais dispendiosos, entre estes alguns adquiridos por diversas instituições, sendo de esperar que a transição do analógico para o digital seja rápida neste sector, tal como sucedeu no passado com outros tipos de comunicações.

segunda-feira, abril 24, 2017

Partilha de posição e hora de chegada no Google Maps

O Google Maps permite partilhar o posicionamento em tempo real com um grupo selecionado de contactos, bem como, durante trajectos planeados recorrendo a esta plataforma, estimar a hora de chegada ao destino, facilitando assim a coordenação entre diversos utilizadores.

É necessário adicionar os contactos da lista de endereços do dispositivo ao Google, após o que se seleciona a opção de partilhar a localização, existente no Google Maps, e selecionam os contactos com os quais esta será partilhada, terminando confirmando em "Partilhar" ou "Share", de acordo com a lingua utilizada.

Partilhar a hora de chegada também implica alguns passos, começando por escolher o local de chegada, após o que se seleciona "Mais" ou "More" e a opção de partilhar a viagem em curso com um ou um conjunto de contactos, confirmando tocando em "Partilhar" ou "Share".

Naturalmente, estas opções podem ser desactivadas, recorrendo aos mesmos passos e removendo as selecções efectuadas, aconselhando-se a fazê-lo com a brevidade possível, sob pena de ficar esquecida e se manter indefenidamente uma partilha que tem sempre implicações a nível de privacidade.

domingo, abril 23, 2017

"Creators Update" não mantém definições de privacidade

Não obstante as óbvias vantagens resultantes da instalação da "Creators Update", em termos de funcionalidades e do desempenho do sistema, existem alguns problemas que é necessário resolver, nomeadamente a reposição de um conjunto de configurações, incluindo a nível de privacidade, que não são transpostas da edição anterior.

Assim, são diversas as opções do utilizador que se perdem sem qualquer aviso e que será de repor com a brevidade possível, visitando o painel de controle, já que no processo de actualização o conjunto de opções é muito reduzido e não abrange a totalidade das modificações, ficando de parte novas implementações que não migram da versão anterior e que a Microsoft gere de acordo com os seus interesses.

Caso não sejam modificadas as opções, o volume de informação exposto e enviado para os servidores da Microsoft, alegadamente destinados a melhorar o produto e a experiência do utilizador, aumenta substancialmente, colocando em causa a privacidade e podendo revelar-se algo intrusiva, na medida em que existe armazenamento e análise de dados tão pessoais como acessos ou navegação, que deveriam ficar inteiramente na esfera privada.

Noutra vertente, também algumas aplicações, ou a interacção entre elas, é alterada, nem sempre no sentido positivo, surgindo situações onde a instalação de programas adicionais, como controladores de dispositivos de distintas proveniências, podem ter um impacto negativo não apenas no desempenho, mas na estabilidade de outras aplicações, o que pode implicar a respectiva remoção, algo que deve, igualmente, ser feito assim que algum problema seja detectado.

sábado, abril 22, 2017

Remover completamente programas com o "Absolute Uninstaller" - 2ª parte

Para remover completamente uma aplicação basta selecioná-la e confirmar, após o que o "Absolute Uninstaller" procede à sua eliminação completa, incluindo atalhos, ficheiros temporários e mesmo definições, num processo rápido e automatizado destinado a não deixar quaisquer vestígios, algo que pode ou não ser do interesse do utilizador.

É de notar que este processo de remoção elimina ficheiros de configuração pessoais, pelo que, se a ideia é reinstalar o programa a desinstalar novamente, as opções e dados do utilizador já não estarão presentes, obrigando a repetir o trabalho de uma instalação de origem.

Estão ainda disponíveis opções de modificação de programas, "backup" das entradas no "registry", bem como detalhes ou informações, destinadas a utilizadores mais experientes e que, ao invés de desinstalar, pretendem uma reconfiguração ou a preservação de um conjunto de dados de sistema.

Para todos quantos necessitam de um utilitário capaz de eliminar programas não utilizados e que o sistema operativo não tenha removido por completo, este "Absolute Uninstaller" é uma solução que recomendamos, pela sua eficácia e por, sendo gratuito, não instalar outro "software", nem se encontrar repleto de incómodos anúncios, como acontece com tantas outras opções.

sexta-feira, abril 21, 2017

Ferramenta multi-usos para veículos - 2ª parte

Um total de 16 "leds" e uma lâmpada COB, um sistema diferente de "led", proporcionam uma excelente iluminação com um consumo de energia bastante módico, pelo que a duração das baterias, para as quais sugerimos um conjunto de substituição, é bastante prolongado.

Uma manifesta falha é a ausência de um conector que permitisse uma ligação à tomada de isqueiro do veículo, mesmo que o cabo fosse adquirido separadamente, e que impossibilida uma alternativa às baterias internas, sendo ainda de lamentar a não inclusão de um suporte que permitisse colocar esta ferramenta destinada a uso em emergências num local de mais fácil acesso do que numa bolsa do veículo ou no porta-luvas.

As cores deste modelo concreto, contruído maioritariamente em PVC, são negro e azul, tendo no interior um iman que permite ser fixa sobre uma superfície ferrosa, tendo apenas 190 x 45 x 33 milímetros e um peso de 185 gramas, resultando fácil de acomodar no interior de uma viatura.

Este é apenas um exemplo, entre muitos outros, que podem incluir um conjunto de chaves de parafusos ou sextavadas, por exemplo, e que pode ser adquirido por um preço módico, complementando um estojo de primeiros socorros, extintor e um conjunto de ferramentas básico que deve estar presente dentro de todos os veículos, sobretudo em viagens mais longas e fora das povoações.

quinta-feira, abril 20, 2017

Construir suportes para câmaras - 3ª parte

Existe uma imensidão de modelos de cabeças de tripé, com qualidade e características completamente distintas, resultando numa gama de preços extremamente vasta, com as opções menos dispendiosas e que correspondem ao pretendido, a ficarem perto da vintena de Euros, sendo a peça mais cara desta solução.

A única parte do processo que implica alguma complexidade é efectuar o furo no suporte, que deverá ficar perfeitamente centrado e vertical, após o que toda a montagem é efectuada recorrendo a simples chaves de parafusos, podendo-se recorrer a um "thread lock" para evitar que haja algum desaperto, sempre possível quando existem trepidações durante um período prolongado.

Uma implicação óbvia desta solução, que permite colocar uma câmara no exterior de uma viatura, é a necessidade de proceder ao seu disparo remoto, seja através de cabos, seja via infra vermelhos, ou mesmo através de um sofisticado sistema de controle remoto, normalmente baseado num computador ou num "tablet", nos quais são instaladas aplicações de controle, e de proteger fisicamente a câmara com uma capa em borracha e uma lente adicional na objectiva.

Com um custo total que deverá andar abaixo dos 40 Euros, incluindo a cabeça de tripé, este suporte para câmara fotográfica é extremamente sólido, ficando por um preço muito inferior ao de modelos concebidos especificamente para o efeito e será uma solução a ter em conta para quem pretenda instalar uma câmara numa viatura sem receios de que esta caia e se danifique.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin